Graduação em Ciências Ambientais

Quais são as principais dúvidas dos estudantes de CA?

Atenção: as informações apresentadas nesta página foram redigidas em fevereiro de 2022, e podem estar desatualizadas. Verifique sempre as páginas oficiais das subcomissões do curso de Ciências Ambientais e o Regimento Interno da Prograd para obter as informações oficiais.

 

Se não morar em Diadema, só consigo estudar na Unifesp morando em repúblicas?

Apesar do nosso curso ser integral, com período das 8h às 18h, diversos estudantes conciliam o deslocamento de casa até Diadema todos os dias. No Guia dos Bixos inserimos as informações referentes à transporte para quem não mora no município.

 

É verdade que não dá para se formar em 4 anos?

Isso é um mito dentro da Unifesp: nosso curso possui 8 semestres bem distribuídos dentro de 4 anos de graduação. Porém, temos que cumprir horas complementares, estágio, horas de unidades curriculares eletivas e muitas vezes conciliar estudar numa região muito longe de casa. Por isso, muitos estudantes optam por deixar a grade mais leve, tornando a graduação mais longa. Mais informações na aba 'Matriz do curso'.

 

Como funcionam as horas complementares?

As horas complementares enriquecem nossa graduação, e nós precisamos cumprir pelo menos 180 horas, divididas entre 3 grupos: I - relacionadas ao curso; II - relacionadas à pesquisa; e III - atividades de extensão. Dentro dos grupos, existem subgrupos pra cada atividade, e um limite de horas pra cada um. Mais informações estão na aba 'Atividades Complementares'.

 

Todas as matérias possuem monitores? E o que eles fazem?

Nem todas as unidades curriculares possuem monitores. Eles trabalham auxiliando o professor e os estudantes, tirando dúvidas sobre a matéria e atividades, além de programarem plantões de dúvidas e canais de comunicação com os alunos.

 

O estágio é obrigatório? Quantas horas preciso entregar e quando posso começar?

O estágio para o estudante de Ciências Ambientais é obrigatório, sendo necessário cumprir 340 horas. Os estudantes podem começar a fazer estágio depois de cumprirem pelo menos 50% da graduação. Critérios e mais informações são explicadas na aba 'Estágio'.

 

O curso possui muita matemática?

A grade de Ciências Ambientais é interdisciplinar, contendo diversas áreas e matérias para aprofundamento do conhecimento. Possuímos 5 matérias de exatas propriamente dita, e algumas demais unidades curriculares também utilizam desses conhecimentos para cálculos eventuais. As 5 principais são: Estatística aplicada à Ciências Ambientais, Matemática I e II para Ciências Ambientais e Física I e II.

 

É verdade que o TCC pode ser feito em grupo?

Sim, existe a possibilidade de realizar o trabalho de conclusão de curso em grupo, mas depende da complexidade do projeto. Os critérios são melhores explicados na aba 'TCC'.

 

O que são projetos de extensão? Como faço para participar?
Projetos de extensão buscam solucionar problemas existentes, de interesse e necessidade da sociedade, ampliando a relação desta com a Universidade. Envolvem ações de conscientização, capacitação, difusão de informações, tecnologia e cultura, consultorias, emissão de laudos, entre outras. A listagem de programas e projetos de extensão encontra-se no site oficial da universidade, onde você irá encontrar o resumo do projeto e o contato do professor responsável para participar, e também neste site, na aba 'Extensão'.

 

É verdade que o próprio aluno organiza sua grade curricular? Como fazer isso?
Sim, a universidade irá disponibilizar uma grade com unidades curriculares obrigatórias do respectivo semestre, sendo estas recomendáveis a serem feitas naquele período. Porém fica a critério do aluno a escolha das matérias, levando em consideração questões pessoais, como por exemplo: tempo em que deseja se formar, saúde mental, envolvimento em atividades extracurriculares dentre outros. Não há um jeito certo ou errado de montar sua grade curricular, apenas escolha o que for melhor para você.

 

O curso possui saídas de campo, como elas funcionam?
Sim, algumas unidades curriculares possuem pesquisas e trabalhos de campo, que compõe o plano de ensino da matéria podendo ser obrigatórias ou não, onde o tempo e local variam com a necessidade, assim como o seu custeio, onde pode haver a necessidade do aluno custear partes da saída, como por exemplo: alimentação, transporte, hospedagem dentre outras.

 

Caso eu já tenha cursado outro curso dentro da universidade, como faço para obter equivalência das unidades curriculares?

Existe uma tabela de equivalência de UC's do curso de Ciências Ambientais para UCs de demais cursos do campus, e nela estão todas as matérias que o estudante poderia recorrer. A tabela encontra-se aqui.

 

Por quanto tempo posso trancar o curso e depois retomar normalmente?

O trancamento de curso deve ser feito com o cumprimento de, no mínimo, um terço da carga horária do curso, não podendo ser estudante ingressante ou que realizou transferência. O estudante poderá trancar sua matrícula por até dois semestres letivos, desde que respeitado o período estabelecido no calendário acadêmico para essa finalidade. Para mais informações, acesse o Regimento Interno da Pró-Reitoria de Graduação.

 

O que é e por que é recomendado realizar a iniciação científica?

A iniciação científica é um programa e projeto que ingressa os estudantes em um grupo de pesquisa para estudar e analisar uma linha de pesquisa com um tema específico. Esses projetos são desenvolvidos com a orientação de professores mestres e doutores que decidirão qual projeto será criado e abrem o processo para a seleção de estudantes que possuam interesse. É de suma importância realizar a iniciação científica na faculdade, pois através do projeto o discente terá contato com os métodos e procedimentos científicos para coleta de dados, análise das informações, formulação de hipóteses e desenvolvimento de uma teoria embasada cientificamente, dessa forma obtendo maiores experiências para decidir o caminho que seguirá futuramente.

 

Como procurar e como entrar em contato para realizar a iniciação científica?

Para ser selecionado em um programa de iniciação científica também é importante possuir boas médias e boa relação com os docentes. Os professores precisam identificar no candidato qualidades como compromisso, dedicação e comprometimento. Esses são fatores fundamentais para o orientando conseguir lidar com as novas demandas e ainda conciliar com os estudos. Os projetos de iniciação científica não precisam necessariamente ser da própria faculdade, se um tema de interesse ser encontrado em outra faculdade, o discente pode entrar em contato com o docente responsável através do e-mail ou contato disponível.

 

Como funciona a iniciação científica?

A iniciação científica se inicia com a preparação do currículo que será enviado ao docente. Após isso será preciso a preparação de documentos para adquirir uma bolsa auxílio (como a FAPESP) que garanta a ajuda financeira necessária para realizar os experimentos e procedimentos científicos em laboratório que muitas vezes possuem elevados custos. Caso entre em uma vaga como voluntário na equipe de pesquisa, o mesmo não será necessário. Com isso ao longo da iniciação científica o estudante pode realizar diferentes atividades, como pesquisa de biografia, coleta, análise de dados e escrever relatórios.

 

 Tem alguma dúvida que faltou aqui? Manda pra gente através da aba 'Fale com o CACAU' :)

 

 

 

© 2013 - 2017 Universidade Federal de São Paulo - Unifesp 
Rua Sena Madureira, n.º 1.500 - Vila Clementino - São Paulo - SP - CEP: 04021-001 

 

Sobre o portal | Comunicar erros no site